Resenha: Deathworld (Livro 1)


Título: Deathworld
Autor(a): Harry Harrison
Ano: 1960
Gênero: Ficção Científica
Editora: Astounding Science Fiction

Oi pessoal! Estou um pouco ausente aqui no blog, eu sei, mas esses dias eu precisei me dedicar aos estudos, mas já voltei com força total. E para provar, vamos falar de Deathworld, uma trilogia escrita por Harry Harrison, da qual eu li o primeiro livro. Conto para vocês tudo que achei do livro aqui nesse post, mas antes de tudo, vamos à sinopse?

"O planeta se chamava Pyrrus... Um lugar estranho onde todas as feras, plantas e elementos naturais foram projetados para um único propósito: destruir a raça humana. Os habitantes são mutantes, duas vezes mais fortes que o homem comum e com reflexos extremamente rápidos. Eles tinham que ser. Suas vidas dependiam disso. Jason dinAlt, um apostador interplanetário, se tornou o responsável por descobrir o porquê Pyrrus se tornou tão hostil aos homens."

Resenha: A Banda Malhada


Título: A Banda Malhada
Autor(a): Arthur Conan Doyle
Ano: 1892 (1ª publicação)
Gênero: Policial
Editora: Zahar 

Olá pessoal! A resenha que trago para vocês hoje é de mais um conto de Sherlock Holmes, A Banda Malhada. Particularmente, acho incrível como uma história de 1862 consegue se manter atual por tanto tempo sem perder sua essência. Vamos à sinopse?

Helen Stoner, uma mulher jovem e bela, procura Sherlock Holmes na tentativa de entender a morte de sua irmã gêmea que falece misteriosamente em um quarto na casa do seu padrasto, Dr Roylott, e cujas últimas palavras são: a banda malhada.

Resenha: Aventura em Bagdá


Título: Aventura em Bagdá
Autor(a): Agatha Christie
Ano: 1951 (1ª publicação)
Gênero: Espionagem, Thriller
Editora: L&PM Pocket

Olá pessoal! Fazia tempo que não aparecia resenha da Rainha do Crime aqui no blog, né? Pois bem, o livro da vez foi Aventura em Bagdá, que foi inspirado em seu segundo casamento com um arqueólogo, vivência que serviu para a autora usar locais do Oriente Médio como locação para suas histórias. Vamos à sinopse?

Aquela máxima de estar no lugar certo na hora certa definitivamente não se aplica a Victoria Jones. A jovem datilógrafa inglesa estava no lugar errado na hora errada: em Bagdá, no início da Guerra Fria, quando uma cúpula que reuniria o presidente dos Estados Unidos e o líder da União Soviética estava prestes a acontecer. A este explosivo cenário se soma o rumor de que alguém estaria se preparando para acabar com qualquer tentativa de paz.

Resenha: A Carta Roubada


Título: A Carta Roubada
Autor(a): Edgar Allan Poe
Ano: 1844 (1ª publicação)
Gênero: Policial
Editora: Panda Books

Oi pessoal! Fiz a resenha de mais um conto para vocês, A Carta Roubada de Edgar Allan Poe. Foi o primeiro livro que li dele, que na verdade é um conto, e conto para vocês como foi essa experiência. Vamos à sinopse? 

Em ''A carta roubada'', o investigador Chevalier Auguste Dupin precisa decifrar um mistério: quem teria roubado a valiosa carta do ministro D.? Intrigas políticas e alta sociedade, um ministro ladrão, um policial incansável e um investigador que sabe raciocinar com uma lógica diferente são os personagens desta clássica obra de Edgar Allan Poe.

Resenha: Delver Magic - Throne of Vengeance (Livro 2)


Título: Delver Magic - Throne of Vegeance (Book II)
Autor(a): Jeff Inlo
Ano: 2009
Gênero: Fantasia, Aventura
Editora: Independente

Oi pessoal! Voltando com as resenhas do blog para vocês. E hoje temos a continuação de uma história que conheci ano passado, Delver Magic. O livro está todo em inglês, e recomendo apenas para quem está com o inglês avançado. ALERTA DE SPOILERS!
Mas vamos conhecer mais do livro, vamos à sinopse?

"A Esfera de Ingar foi destruída e a magia pura está fluindo livremente pela terra de Uton. Feiticeiros surgem assim como criaturas das trevas que precisam da magia para sobreviver nessa terra. Enquanto tudo muda e os habitantes se adaptam, um crescente movimento de rebelião traz um desastre em potencial para todas as raças. A rainha anã Yave declara guerra aos algors, culpando os moradores do deserto pela tragédia que tirou a vida do seu filho Tun. Ela lidera uma revolução contra o que restou da sua própria família. Os separatistas anões ansiosos para provar superioridade seguem cegamente suas ordens. Ryson Acumen, um puro delver que salvou a terra da Esfera de Ingar, tenta intervir. Em resposta, as cidades humanas são atacadas por anões. Ataques contra os elfos geram maiores tensões. Mesmo quando os algors planejam uma resposta para proteger sua própria existência, os elfos ameaçam soltar sua própria arma de puro terror contra a cidade anã. A grande necessidade que uniu todas as raças desaparece enquanto Uton sucumbe ao caos."

Resenha: Louis e Noémie - Um (a)caso de amor em Paris


Título: Louis e Noémie - Um (A)caso de Amor em Paris
Autor(a): Giulia Mancini
Ano: 2014
Gênero: Romance
Editora: Independente

Olá pessoal! Hoje disponibilizo para vocês a resenha de um romance bem leve e muito cativante. A história se passa em Paris e ao acompanhar a história do casal Louis e Noémie, a vontade de conhecer essa cidade ficou cada vez maior. Vamos à sinopse?

A ideia era simples: um cadeado com as iniciais dos apaixonados, uma ponte na cidade mais romântica do mundo e a chave lançada no rio mais famoso de todos. Pronto! Essa é a receita para imortalizar uma história de amor! Louis e Noémie estavam naquela ponte no mesmo dia, na mesma hora e no mesmo minuto. Ele gostou do sorriso dela e ela gostou do olhar dele. A conexão foi imediata, gritante e deliciosamente apaixonante, mas não poderia ter sido menos inoportuna. Louis e Noémie se encontraram no dia em que decidiram imortalizar o amor que sentiam: ele por Blanche e ela por Gael. Anos depois, naquela mesma ponte que um dia provocou questionamentos sobre suas próprias escolhas, eles se encontram novamente. As circunstâncias são diferentes, assim como o sorriso de Noémie e o olhar de Louis. O que poderia ter destruído aquele lindo sorriso? O que poderia ter apagado o brilho naquele olhar? Mais um (a)caso de amor que não se pode explicar. É possível apenas sentir e se apaixonar.

Resenha: As Cinco Sementes de Laranja


Título: As Cinco Sementes de Laranja
Autor(a): Arthur Conan Doyle
Ano: 1891 (1ª publicação)
Gênero: Policial
Editora: Zahar

Olá pessoal! Resenhei mais um conto de Sherlock Holmes, detetive que não canso de ler. Quem acompanha Sherlock Holmes sabe que as histórias são bem originais e os finais surpreendentes. Com esse conto não foi diferente. Vamos à sinopse?

Repetindo a fórmula que usara em Um estudo em vermelho, Watson escolhe sagazmente uma aventura ambientada nos Estados Unidos, que fala de vingança por uma sociedade secreta. Em As cinco sementes de laranja, cuja ação se passa em 1887, Sherlock Holmes diz a seu cliente que só foi derrotado quatro vezes em sua carreira.

Resenha: Persuasão


Título: Persuasão
Autor(a): Jane Austen
Ano: 1818 (1ª publicação)
Gênero: Romance de época
Editora: Martin Claret

Olá pessoal! Fazia tempo que um bom romance de época não aparecia aqui, não é mesmo? Hoje trago para vocês a resenha de Persuasão, livro da Jane Austen, que está no meu roll de autoras preferidas. Vamos à sinopse?

Anne Elliot, filha de um vaidoso e esnobe baronete, apaixona-se por Frederick Wentworth, um jovem ambicioso e inteligente, mas sem conexões familiares importantes. Obedecendo à recomendação da sua família, Anne sacrifica então seu grande amor por conveniências sociais, e, ao fazê-lo, fecha-se para novos relacionamentos, recusando inclusive uma proposta de casamento. Oito anos depois, Frederick, agora mais velho e rico, ressurge, abalando a ordem estabelecida e a paz familiar.

Resenha: Pollyanna


Título: Pollyanna
Autor(A): Eleanor H. Porter
Ano: 1913 (1ª publicação)
Gênero: Romance
Editora: Editora Companhia Nacional

Oi pessoal! Mais uma resenha liberada para vocês aqui no blog. Dessa vez de um livro clássico, que eu li há muito tempo e que lembro com carinho até hoje (inclusive minha irmã mais velha se chama Pollyanna por causa do livro <3). Vamos à sinopse desse livro de sucesso?

Órfã e pai e mãe, Pollyanna, uma menina de 11 anos, é acolhida pela tia Polly, sua única parente viva. Rica e intransigente, a tia é desprovida de compreensão e afetividade, e recebe a menina em sua casa como um dever.Pollyanna, por sua vez, é uma menina encantadora, que a todos conquista com sua paixão pela vida e pelas pessoas, seu otimismo, sua alegria de viver... e o Jogo do Contente, que pratica e ensina a quem quiser aprender. Um jogo em que ninguém perde, todos ganham – e se transformam.

Resenha: Japanese Fairy Tales


Título: Japanese Fairy Tales
Autor(a): Yei Theodora Ozaki
Ano: 1903 (1ª publicação)
Gênero: Conto de fadas
Editora: Borgo Press

Olá pessoal! A resenha de hoje é de um gênero que eu não costumo ler com frequência. Japanese Fairy Tales, ou Contos de Fadas Japoneses (tradução livre) é uma coletânea de 22 contos e fábulas que se passam no Japão. Vamos à sinospse? 

Uma coleção de contos e fábulas tradicionais. Vinte e dois contos de fadas japoneses, selecionados e traduzidos por Yei Theodora Ozaki, incluindo "My Lord Bag of Rice," "The Tongue-Cut Sparrow," "The Story of Urashima Taro, the Fisher Lad", "The Farmer and the Badger," "The Shinansha, or the South Pointing Carriage," "The Adventures of Kintaro, the Golden Boy," "The Story of Princess Hase," "The Story of the Man Who Did Not Wish to Die," "The Bamboo-Cutter and the Moonchild," "The Mirror of Matsuyama," "The Goblin of Adachigahara," "The Sagacious Monkey and the Boar," "The Happy Hunter and the Skillful Fisher," "The Story of the Old Man Who Made Withered Trees to Flower" and "The Jellyfish and the Monkey."

Resenha: União de Corações


Título: União de Corações
Autor(a): Dona Alward
Ano: 2015
Gênero: Romance
Editora: Harlequin

Oi pessoal! Mais uma resenha liberada para vocês! Um romance à moda antiga com elementos bem interessantes é o que Donna Alward nos traz em seu livro. Vamos à sinopse?

Alexis Grayson sabe como se cuidar… Sobrevivera assim! E continuaria sobrevivendo, mesmo grávida e sozinha. Mas Connor Madsen não a deixará desamparada. Alexis precisa de um lugar para morar até o nascimento do bebê. Connor está em busca de uma esposa temporária. Um casamento de conveniência seria a solução ideal para ambos! Contudo, quando Alexis passa a conhecer melhor o corajoso, honrado e sexy cowboy que havia se tornado seu marido, percebe que cometera o maior erro de sua vida! Afinal, tudo o que Alexis deseja é ser a esposa definitiva de Connor…

Resenha: O Carbúnculo Azul


Título: O Carbúnculo Azul
Autor(a): Arthur Conan Doyle
Ano: 1892 (1ª publicação)
Gênero: Policial
Editora: Zahar

Oi pessoal! Mais uma resenha de Arthur Conan Doyle liberada aqui no blog para vocês. Um conto rapidinho de se ler e muito curioso, como vários títulos onde Sherlock Holmes aparece. Vamos à sinopse?

O comissário Peterson encontrou um chapéu e entregou-o a Sherlock Holmes para que este descobrisse seu dono e devolvesse-lhe seu pertence. Porém junto ao chapéu foi encontrado um ganso, que obviamente seria a ceia de natal do dono do chapéu. Ao preparar o ganso para sua ceia, Peterson encontrou dentro dele uma valiosa joia real procurada por toda a Europa em troca de valiosa recompensa: o Carbúnculo Azul.

Resenha: A Volta de Tarzan (Livro 2)


Título: A Volta de Tarzan (Livro 2)
Autor(a): Edgar Rice Burroughs
Ano: 1915 (1ª publicação)
Gênero: Aventura, Fantasia
Editora: Editora Nacional 

Oi pessoal! Mais uma resenha para vocês, da continuação de um livro que resenhei recentemente, Tarzan. De tudo que posso falar sobre a história, é que é realmente surpreendente e diferente daquele mundo mágico que a Disney nos apresenta. Vamos à sinopse?

Tarzan havia renunciado à seu direito pela mulher que amava, e para ele, a civilização não fornecia nenhum tipo de prazer. Após um período breve e angustiante entre os homens, ele volta para a selva Africana, onde cresceu. Lá ele fica sabendo sobre Opar, a cidade de ouro, que sobrara da lendária Atlântida. Era uma cidade de homens hediondos e de belas e selvagens mulheres, das quais se sobressaia La, alta sacerdotisa do Deus Flamejante. Seus altares foram banhados com o sangue de muitos sacrifícios. Desatento aos perigos, Tarzan leva um grupo de guerreiros selvagens para as antigas criptas e para o mal ainda mais antigo de Opar.