25 de agosto de 2018

Biografia da Semana: Júlio Verne


Oi pessoal! Hoje vou contar para vocês a biografia do Júlio Verne, um escritor muito famoso por suas obras de ficção científica. Exemplos de obras bem populares dele são 20.000 Léguas Submarinas (review aqui) e Volta ao Mundo em 80 Dias (review aqui).

Ele nasceu em Nantes, França, no ano de 1828. Como Nantes é uma cidade portuária, naquela época com certeza ele presenciou a partida e a chegada de vários navios, o que acendeu sua imaginação para aventuras e viagens. Enquanto estava na escola, ele começou a escrever pequenas histórias e poesia. Logo depois seu pai o enviou para Paris, para estudar direito.

Em Paris, Verne ficou totalmente atraído por literatura e teatro, e assim começou a frequentar os famosos salões de literatura da cidade-luz e se tornou amigo de vários escritores, como Alexandre Dumas e seu filho. Depois da graduação em direito, ele continuou em Paris para colocar em prática tudo que aprendeu em termos de literatura. E no ano seguinte, sua peça Broken Straws foi exibida.



Ele continuou a escrever apesar da pressão de seu pai para seguir na área de direito e um momento de tensão surgiu quando Verne recusou a proposta de seu pai de abrir um escritório de práticas jurídicas em Nantes. O que o escritor fez foi assumir o posto de secretário do Théâtre-Lyrique, o que lhe deu a oportunidade de produzir Blind Man's Bluff e The Companions of the Majorlaine.

Em 1856, ele conheceu e se apaixonou por Honorine de Viane, uma jovem viúva com duas filhas. Eles se casaram em 1857 e Verne percebeu que ele precisaria de um suporte financeiro maior. Assim, ele começou a trabalhar como corretor de ações. Mas se recusou a abandonar sua carreira como escritor e naquele ano publicou seu primeiro livro: The 1857 Salon. Em 1859, ele e sua esposa fizeram a primeira de várias viagens às ilhas britânicas. A jornada impressionou Verne, fazendo que escrevesse o livro Backwards to Britain, que foi publicado apenas após sua morte. Em 1861, nasceu o primeiro e único filho do casal, Michel Jean Pierre Verne.

A carreira de Verne não tinha engrenado muito até aquele ponto, mas isso mudou quando conheceu o escritor e editor Pierre-Jules Hetzel, em 1862. Naquela época ele estava escrevendo um livro carregado de pesquisa científica embutida em uma aventura, e Hetzel o ajudou publicando seus livros. Em 1863, foi publicado Five Weeks in a Balloon, o primeiro livro de uma série de aventuras com o título Voyages Extraordinaires. Logo depois ele assinou um contrato com Hetzel, onde deveria publicar um trabalho novo a cada ano e estes seriam publicados na revista do editor. Em 1864 foram publicados The Adventures of Captain Hatteras e Journey to the Center of the Earth. Em 1865 ele publicou From the Earth to the Moon e In Search of the Castaways.

Inspirado pelo seu gosto por aventuras e viagens, ele comprou um barco e junto com sua esposa passou bastante tempo no mar e suas próprias aventuras o inspiraram para seus pequenos contos e livros. Em 1867, publicou Illustrated Geography of France and Her Colonies e no mesmo ano viajou para os Estados Unidos com seu irmão. Essa viagem refletiu bastante em seus próximos trabalhos, como 20.000 Leagues Under the Sea, Around the Moon e Discovery of Earth. Nesse ponto da sua vida, seus trabalhos estavam sendo traduzidos para inglês e ele podia viver confortavelmente das suas obras. A versão em série de Around the World in 80 Days surgiu em 1872 e desde então foi adaptada para o rádio, TV, teatro e cinema.

Apesar da sua vida profissional estar indo bem, sua vida pessoal não era uma das melhores. Seu filho era um rebelde e ele teve que enviá-lo para um reformatório e mesmo assim, ele ainda causava problemas. Em 1886, ele recebeu um tiro do seu sobrinho na perna, o que o deixou manco para o resto da vida. Naquele mesmo ano, seu amigo e editor de longa data Hetzel, faleceu, assim como sua mãe. Ele não parou de escrever, mas suas obras tiveram um tom mais obscuro, alertando sempre para os perigos da tecnologia.

Ele fixou residência em Amiens, França e participou da prefeitura da cidade. Ele tinha diabetes e morreu em 1905. Apesar de sua morte, suas publicações não pararam por aí, seu filho assumiu o controle dos manuscritos incompletos do pai e nos anos seguintes várias obras foram publicadas. Ao todo Verne publicou mais de 60 livros, assim como dúzias de peças, pequenas histórias e livretos. Ele deu vida a diversos personagens e falou de criações e tecnologias muito a frente de seu tempo. Ele é frequentemente referido como "Pai da Ficção Científica" e é o segundo escritor mais traduzido de todos os tempos, ficando atrás apenas de Agatha Christie (saiba mais sobre ela aqui).

As informações para esse post foram verificadas aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leave your comment!