21 de agosto de 2018

Você conhece o audiobook?



Oi pessoal! Você já ouviu falar no audiolivro ou audiobook? Hoje vamos conversar um pouco mais sobre essa ferramenta que veio para trazer coisas muito positivas na nossa sociedade. Para você que ainda não ouviu falar, o audiobook, como o nome sugere, é um livro falado. O audiolivro não substitui o livro, ele é uma forma alternativa de acesso à cultura, com sua própria característica. Você pode ter um audiolivro no celular, no computador, tablet, ouvir no carro...

História

Eles existem desde a década de 30 e eram conhecidos como "talking book", o termo audiobook surgiu na década de 70 e o nome só foi oficializado em 1994. Tudo começou na década de 20, no Reino Unido, onde o Royal Institute for the Blind, começou a fazer testes com narrativas de livros para as pessoas com deficiência, mas foi apenas na década de 30, nos EUA, que o primeiro audiobook foi gravado. O instituto começou a fazer estúdios e distribuir os "talking books" pela primeira vez em 1935. Entretanto, por conta da Segunda Guerra Mundial os estúdios foram destruídos, dificultando a continuidade do projeto. Mesmo no meio da guerra, através de uma parceria com a American Foundation for the Blind, o projeto pôde seguir em frente.

No início, eles foram gravados em LP, que suportava 25 minutos de gravação e para gravar um livro inteiro eram exigidos vários LP. Essa foi a maior dificuldade na época, pois além do pouco tempo, ainda havia todo um cuidado com o transporte e utilização. Com o passar do tempo, a fita magnética substituiu o LP, pois suportava maior tempo de gravação, mas outro problema surgiu. Como um deficiente visual iria colocar a fita no gravador, que era um procedimento complexo e exigia destreza? Nos anos 60, o audiobook passou para VHS, que eram mais leves e compactas que as fitas magnéticas. O VHS foi popular até a década de 80, quando perdeu espaço para o CD. O CD foi revolucionário, pois era pequeno, leve e de fácil uso. Com o surgimento dos computadores e da internet, os audiobooks passaram a ser adquiridos sem sair de casa e ser transportados no celular, pendrive e outros tipos de dispositivos.


Funcionamento

Ele pode ter formatos variados, como MP3 ou WMA para download, ou CD de áudio e as vezes vem até junto com o livro físico. Independente do formato, você precisa de um reprodutor de música para tocá-lo (seja o programa do computador ou o ipod ou CD player).

Custos

Sobre os custos, podem ser gratuitos ou pagos. Com as versões pagas, você sabe que está adquirindo algo (na maioria das vezes) de boa qualidade, com narração profissional, com trilha sonora e efeitos sonoros também. Já as versões gratuitas trazem várias obras narradas, mas muitas vezes são narradas por voluntários ou por sintetizadores de voz (as vezes pode ficar bom ou não).

Vantagens

O audiobook é ideal para as pessoas com deficiência visual, pois elas tem acesso a cultura e informações de um livro da mesma maneira que as pessoas sem deficiência visual conseguem. As pessoas que não tem tempo para ler um livro físico podem ouvir o livro no caminho para o trabalho, na academia, antes de dormir, em vários momentos. Você também não precisa se preocupar com espaço físico ou peso para carregá-lo

E aí, você conhecia o audiobook? Houve alguma informação nova para você? Conta pra gente!

Informações para esse post foram vistas aqui e aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leave your comment!