Review: A Mulher de Branco


Oi pessoal! Hoje a nossa review é sobre um clássico, o livro A Mulher de Branco (The Woman in White, título original), que foi escrito originalmente em 1859 por Wilkie Collins e de lá pra cá teve várias edições. É uma mistura de thriller e romance e foi um dos primeiros livros a misturar esses dois gêneros. O interessante dele, é que sua história é montada por diversas narrativas dos vários personagens que fazem parte dela. 

A história gira em torno de Walter Hartright, professor de desenho; das irmãs Laura e Marian; de uma moça misteriosa, Anne Catherick, um aristocrata de Hampshire, Lord Percival e um conde italiano, Fosco. A partir do momento que Walter tem um encontro inusitado com Anne Catherick e viaja para dar aulas às irmãs Marian e Laura, uma série de eventos acontece. Ele se apaixona por Laura, mas vai embora a pedido de Marian, pois a irmã tinha um noivo, Lord Percival. A partir de então, a mulher de branco começa a fazer várias aparições com diversos alertas.


Eu imaginei que o livro teria momentos de tensão mais emocionantes. O romance está presente como um elemento em segundo plano, representado pelo amor proibido de Walter. A parte do thriller fica por conta da mulher de branco, que aparece aqui e ali, fazendo seus alertas; de Percival e seu amigo Fosco, que têm atitudes questionáveis, uma vez que a fortuna de Laura entra em jogo no livro.

Eu esperava um pouco mais da história, quando já vejo que o gênero é um thriller ou suspense, já imagino que lerei coisas que vão me deixar arrepiada. Mas não foi o que aconteceu. A escrita do livro é boa, mas tem bastante coisa previsível e o elemento surpresa que poderia ser diferencial, não existiu. É um livro que vale a pena ler (todo livro vale), mas não espere doses de tensão e arrepios.

E você, já leu A Mulher de Branco? O que achou? Comenta aqui embaixo!