10 de fevereiro de 2019

Resenha: Delver Magic - Throne of Vengeance (Livro 2)


Título: Delver Magic - Throne of Vegeance (Book II)
Autor(a): Jeff Inlo
Ano: 2009
Gênero: Fantasia, Aventura
Editora: Independente

Oi pessoal! Voltando com as resenhas do blog para vocês. E hoje temos a continuação de uma história que conheci ano passado, Delver Magic. O livro está todo em inglês, e recomendo apenas para quem está com o inglês avançado. ALERTA DE SPOILERS!
Mas vamos conhecer mais do livro, vamos à sinopse?

"A Esfera de Ingar foi destruída e a magia pura está fluindo livremente pela terra de Uton. Feiticeiros surgem assim como criaturas das trevas que precisam da magia para sobreviver nessa terra. Enquanto tudo muda e os habitantes se adaptam, um crescente movimento de rebelião traz um desastre em potencial para todas as raças. A rainha anã Yave declara guerra aos algors, culpando os moradores do deserto pela tragédia que tirou a vida do seu filho Tun. Ela lidera uma revolução contra o que restou da sua própria família. Os separatistas anões ansiosos para provar superioridade seguem cegamente suas ordens. Ryson Acumen, um puro delver que salvou a terra da Esfera de Ingar, tenta intervir. Em resposta, as cidades humanas são atacadas por anões. Ataques contra os elfos geram maiores tensões. Mesmo quando os algors planejam uma resposta para proteger sua própria existência, os elfos ameaçam soltar sua própria arma de puro terror contra a cidade anã. A grande necessidade que uniu todas as raças desaparece enquanto Uton sucumbe ao caos."

Quem leu a resenha do primeiro livro sabe que uma das coisas que eu pontuei foi o ritmo lento da história. Isso sofreu drásticas mudanças nesse segundo livro, o ritmo da trama é maravilhoso, do jeito que eu gosto. Claro que ainda há alguns momentos de lentidão, de explicação excessiva, mas são mais raros. Um reflexo disso é que o primeiro livro me tomou duas semanas para ler, enquanto que esse eu li em cinco dias.

Os personagens mais uma vez são bem descritos, Yave é um grande destaque na história, uma vilã fundamental, movida pela força do ódio. Cada raça teve sua participação na história e podemos entender mais um pouco sobre cada uma delas. As reviravoltas conseguem prender o leitor também. De fato, aqui a continuação se provou muito melhor do que o primeiro livro.

Lief ganhou bastante destaque entre os elfos, gostei bastante de ver como ele soube se impor e assumir a liderança do seu grupo quando foi preciso. Uma personagem que podia ter sido melhor explorada foi a Linda, ela se revelou uma personagem forte no final do primeiro livro e na continuação ela ficou no esquecimento. Precisamos ficar atentos em Enin e Tabira, ambos magos, mas aparentemente com objetivos bem diferentes. Fiquemos atentos aos próximos livros.

Confesso que pensei em abandonar o livro no começo, justamente achando que seria um livro lento, mas estou bem satisfeita que continuei a leitura. Tenham um pouco de paciência e serão recompensados com uma ótima história de fantasia e aventura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leave your comment!