2 de abril de 2019

Resenha: Tudo Eu! Confissões de uma Mãe Sincera


Título: Tudo Eu! Confissões de uma Mãe Sincera
Autor(a): Elisama Santos
Ano: 2015
Gênero: Família e Relacionamentos
Editora: O Livro Aberto

Olá amigos leitores! Mais uma resenha pronta para vocês! Esse livro é bem diferente do que normalmente leio, pois é um livro escrito por uma mãe para quem vai ser e quem deseja ser mãe. Eu não tenho filhos, mas depois que a gente casa, é difícil não colocar filhos nos planos. E para mim, nada mais justo do que me preparar para o futuro através do relato sincero de uma mãe de dois. Vamos à sinopse?

Era uma vez uma mulher feliz: era bem-casada, dedicada ao seu trabalho, com a carreira em ascensão, prezava sua independência e sua liberdade. Sabia aonde queria chegar e nada a impediria. Só faltava uma coisa para sua vida ser perfeita: ter filhos. Então, um belo dia, ela descobriu que estava grávida! E tudo foi lindo e maravilhoso, exatamente como mostram os comerciais de margarina... OPA! Espera aí!!!! Não é bem assim que a banda toca, não! Mas infelizmente ninguém nunca teve coragem de contar a verdade nua e crua. Até agora.
Como eu disse lá em cima, não tenho filhos, mas quero ser mãe no futuro. E sempre coloquei na minha cabeça que maternidade não é o mar de rosas que querem que a gente acredite. O livro da Elisama mostra justamente isso. A gente quer que tudo seja como no roteiro, mas esquecemos que a vida real não segue script. E precisamos tomar cuidado com as expectativas que alimentamos pois nem todas vão ser realidade.

Esse é um livro onde a autora coloca a "boca no trombone", onde fala tudo sem papas na língua. Ela nos mostra que mãe é um bicho sem controle, que vai se sentir sozinha, cansada, com raiva de si e do mundo, mas que também terá a melhor recompensa de todas: saber que existe alguém no mundo que a ama incondicionalmente.

O relato vai te ajudar a entender que ser mãe não é fácil, é muitas vezes solitário, dolorido e muito cansativo. Esse foi o motivo da autora escrever um livro contando suas experiências sobre maternidade, para mostrar que toda a montanha russa de emoções que as mães vivem é perfeitamente normal, e que vocês não estão sozinhas. Em nossa sociedade ser mãe é praticamente assinar um atestado de solidão e incompreensão pelo resto da vida, onde precisam encarar o julgamento de todos. Mas a autora nos mostra que não precisa ser assim. O segredo? Empatia.

Também é um livro para a sociedade entender que devemos julgar menos quem é mãe, e demonstrar apoio, principalmente por ser um momento de dúvidas e inseguranças. Os pais também devem ser presentes, é sua obrigação. Chega daquela versão de pai que não sabe trocar uma fralda e joga tudo nas costas de uma mulher cansada, apavorada e que está carregando um milhão de sentimentos dentro de si.

A autora passa todas as suas aventuras na maternidade de forma bem simples, é quase como se você estivesse na internet lendo um post informativo que está tirando suas dúvidas sobre o período que vai mudar a vida de todos. Com certeza recomendo a leitura para todos os leitores que de alguma forma terão suas vidas transformadas pela maternidade, tenho certeza que você vai encontrar um abraço afetuoso e ao mesmo tempo um choque de realidade no relato da autora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leave your comment!